Logo - Araguaína Notícias

Araguaína-TO
1/1/2019 às 00:00

Geral -

Chile se une a grupo sul-americano para sediar a Copa de 2030

Foto: Facebook oficial FIFA World Cup
Esta poderá ser a segunda vez que o Chile recebe uma Copa do Mundo.

 

O presidente do Chile, Sebastián Piñera, anunciou recentemente que o país se juntou ao grupo formado por Argentina, Paraguai e Uruguai para, em conjunto, disputarem a sede da Copa do Mundo de 2030. Segundo o presidente, a candidatura quádrupla foi definida com os presidentes dos outros três países, em comum acordo.

“Os presidentes da Argentina, do Chile, do Paraguai e do Uruguai chegaram a um acordo para apresentar sua candidatura conjunta para organizar a Copa do Mundo de 2030. Os mandatários, através das quatro respectivas associações de futebol (AFA, ANPF, AFP e AUF) decidiram levar à Fifa, depois da comunicação à Conmebol, a posição compartilhada para celebrar o centésimo aniversário da primeira Copa do Mundo, organizada no Uruguai em 1930”, escreveu Piñera sobre o acordo com os estadistas vizinhos, em suas redes sociais. “Há alguns meses, propus incorporar o Chile e, em conjunto, postular a organização da Copa de 2030. Depois do Mundial de 1962, teremos uma nova oportunidade”.

Além dos sul-americanos, estão na corrida pela sede do Mundial 2030, quatro países do sudeste da Europa: Bulgária, Grécia, Romênia e Sérvia, que também poderão lançar uma candidatura unificada. Também na briga pelo evento que marcará os 100 anos da competição, estão Inglaterra, como a mais forte concorrente, e Marrocos, que poderá se juntar à Argélia e Tunísia, apresentando uma candidatura tripla.

Desde novembro de 2018, a Argentina, o Uruguai e o Paraguai já haviam confirmado que pretendiam receber o evento esportivo. Com a entrada do Chile, o grupo ficou ainda mais competitivo e, caso seja aprovado pela FIFA, será a primeira vez na história que o torneio acontecerá em quatro países. Para a Copa 2026, já estão confirmados México, Estados Unidos e Canadá como anfitriões dos jogos, simultâneamente.

A união dos quatro países sul-americanos fortalece a candidatura, pois com o aumento do número de jogos, quanto mais cidades com infraestrutura para receber as seleções, maior a chance do evento atender as exigências dos organizadores. Além disso, os custos são dividos, abrindo um leque de oportunidades para os investimentos privados em quatro países. O Chile tem estádios com capacidade para grande número de espectadores e experiência com grandes torneios esportivos.

Esta poderá ser a segunda vez que o Chile recebe uma Copa do Mundo. Em 1962, o país sediou o evento, com 16 seleções disputando a taça, que acabou sendo conquistada pelo Brasil (Bicampeão). O segundo lugar ficou com a Tchecoslováquia e o terceiro com o próprio Chile.

Criminosos  roubam arma e carro de policial civil no TO; PM recupera

Criminosos roubam arma e carro de policial civil no TO; PM recupera

Suspeito de executar integrante de facção rival é preso em Araguaína

Suspeito de executar integrante de facção rival é preso em Araguaína

Prefeitura de Araguaína divulga resultado da seleção  do Programa Esporte e Lazer na Cidade

Prefeitura de Araguaína divulga resultado da seleção do Programa Esporte e Lazer

Comentários