Logo - Araguaína Notícias

Araguaína-TO
1/1/2017 às 00:00

Prefeitura muda versão sobre a UPA e diz que MS entende situação financeira do município

A Prefeitura de Araguaína voltou a falar do caso da UPA do setor Vila Norte. Desta vez, mudou a versão e apontou que durante a visita do apoiador do Ministério da Saúde, Daniel Borlini Zemuner, às Unidades de Pronto Atendimento o secretário municipal da saúde, Rubens Neves apresentou as informações solicitadas e os projetos da Prefeitura para as duas unidades. Segundo a prefeitura, o apoiador recomendou que a Secretaria de Saúde solicite ao Ministério a mudança de categoria da UPA do Araguaína Sul.

Conforme a Prefeitura, o apoiador acompanhou o fluxo de pacientes e do corpo profissional, montado para os atendimentos no final do mês de janeiro. Segundo o secretário municipal de Saúde, o apoiador do Ministério reconheceu que a UPA do Araguaína Sul, classificada como nível 2, opera com capacidade e demanda de uma unidade de nível 3. “Dentro deste cenário, mostramos que o atual repasse do Ministério já não corresponde aos 50% de participação prevista pelo Governo Federal”, pontuou a secretária executiva Musa Denaise de Sousa.

A Prefeitura diz que o apoiador recomendou que a Secretaria de Saúde solicite ao Ministério a mudança de categoria da UPA, já que o critério populacional determinado para definição da categoria da unidade não é passível de ser aplicado em Araguaína, que atende pacientes de toda região meio norte do Estado e outros Estados.

UPA Vila Norte

Sobre a abertura da UPA da Vila Norte, os representantes da secretaria afirmaram que o apoiador do MS compreendeu a limitação orçamentária do município para ativação imediata. “Deixamos claro que não houve previsão na época da construção e o custo é alto para o município, algo em torno de 950 mil reais somente para a abertura”, comentou Neves.

Outro ponto citado pelo representante do Ministério foi o reconhecimento, por parte do órgão, que várias UPAs em todo o Brasil foram entregues aos municípios incompletas, apenas com o mobiliário. “Faltam os equipamentos imprescindíveis para o atendimento à população como maquinários de raio-X entre outros”, completa Musa.

Por isso, o Ministério da Saúde liberou o sistema para que o município cadastre a proposta de aquisição dos equipamentos complementares. “Estamos adiantados neste ponto, pois já protocolamos nosso projeto no sistema. Nosso pleito é de cerca de 800 mil reais”, informa o secretário. “E o apoiador disse que vai solicitar ao Ministério agilidade na apuração da nossa proposta”, reforça Musa.

Regionalização

O Ministério também propôs que o atendimento da UPA Bela Vista seja regionalizado e inserido na rede de urgência e emergência da região de saúde Meio-Norte Araguaia, atendendo Araguaína e mais 16 cidades. “Neste caso, o critério populacional possibilitará a inserção da UPA nessa rede”, pontuou a secretária executiva. A ideia é que a UPA do Araguaína Sul atenda apenas demandas municipais, enquanto a outra será mais abrangente.

Mas, para isso, segundo o secretário, é necessário buscar acordos de co-financiamento com os gestores dos outros municípios. “Vamos propor esta reunião para definir, entre outros pontos, qual o valor de repasse de cada cidade para o custeio da unidade”, afirmou Rubens.

Já sobre a data para abertura, desta vez a Prefeitura disse que o apoiador não impôs prazo e nem determinou a devolução do valor de investimento – R$ 2 milhões – em caso de não abertura.

Bueiro desativado provocou interdição da BR 153 entre Colinas e Araguaína

Bueiro desativado provocou interdição da BR 153 entre Colinas e Araguaína

Deputado defende projeto que proíbe apreensão de veículo por atraso no IPVA

Deputado defende projeto que proíbe apreensão de veículo por atraso no IPVA

UFT lança edital para preencher 771 vagas em 46 cursos de graduação

UFT lança edital para preencher 771 vagas em 46 cursos de graduação

Comentários