Logo - Araguaína Notícias

Araguaína-TO
1/1/2017 às 00:00

Relembre os principais acontecimentos que marcaram a trajetória de Ronaldo Dimas rumo à prefeitura

No último dia 7 de outubro o engenheiro civil Ronaldo Dimas Nogueira Ferreira, 52 anos, natural da cidade de Frutal (MG), sagrou-se prefeito de Araguaína por meio da vontade popular.  Apesar de vencer a adversária Valderez Castelo Branco (PP) com 61% dos votos válidos, o caminho de Ronaldo Dimas para chegar ao Palácio Tancredo Neves, sede do governo municipal, foi marcado por desafios, alianças, lutas, vitórias, articulações, batalhas nos tribunais e renúncias.

As primeiras manifestações

No final do ano passado, em meio a incertezas, muitas possibilidades e um cenário político indefinido, vários nomes já eram mencionados para a disputa do cargo de prefeito nas eleições municipais em Araguaína, mas eram apenas especulações. Porém, conforme o Ministério Público, no dia 23 de setembro de 2011, o Secretário Estadual das Cidades Ronaldo Dimas foi apresentado como pré-candidato do PR, ao lado do senador João Ribeiro e outras lideranças políticas. 

Era a primeira vez, às vésperas e durante o processo Eleitoral, que Dimas enfrentava a Justiça. O republicano foi multado em 16 mil reais, por fixar 3 faixas na ruas de Araguaína com publicidade considerada extemporânea, segundo o MP. A decisão de primeira Instância saiu somente 8 meses depois,  em 1 de Junho de 2012.

Durante 5 meses, entre Setembro de 2011 e Fevereiro de 2012,  a movimentação política em Araguaína aconteceu mais nos bastidores e praticamente não houve novidades nesse período. Porém, no início de Fevereiro deste ano haviam comentários de que o candidato  a prefeito de Araguaína, apoiado pela base governista seria o secretario da SETAS, Agimiro Costa, mas, numa reunião na Aciara no dia 25 do mesmo mês, Siqueira Campos, governador do estado, demonstrou preferência a Dimas, destacando a importância de gestores com o perfil técnico. Dimas também foi colocado em lugar de destaque na cerimônia.

Primeiros passos e Adesões

Era a primeira demonstração de que Ronaldo Dimas seria o candidato da base governista em Araguaína. Mas, uma decisão mais concreta saiu no dia 6 de março, quando Dimas deixou a Secretaria das Cidades para se dedicar à Campanha em Araguaína.   Houve uma trégua de 3 meses e as discussões políticas foram mais amplas a partir do inicio de Junho.  No dia 6 de Junho, data em que o PTB declarou apoio a Ronaldo, o vereador Gerônimo Cardoso, estava no evento mostrando que o grupo era forte e conquistaria muitos apoios. Em 11 de Junho, o único deputado estadual do Partido Progressista, Raimundo Palito, anunciou sua adesão à candidatura do republicano. E no dia 13 do mesmo mês o deputado Jorge Frederico (PSD) anunciou apoio a Ronaldo Dimas. Mas a grande surpresa aconteceu em 20 de junho, quando o presidente da Câmara, Elenil da Penha (PMDB), opositor e crítico ferrenho de Siqueira Campos, oficializou sua candidatura como vice de Ronaldo Dimas, apoiado pela base governista.

Desde esse marco histórico da política araguainense, a sucessão de acontecimentos fortalecia ainda mais a candidatura de Ronaldo Dimas. Entre estes, houve a desistência de Paulo Couto (PDT), que disputaria a prefeitura, mas anunciou apoio ao republicano no dia 23. Também nesse período, a ala resistente da base governista, formada pelo deputado estadual Jorge Frederico e pelo presidente municipal do PSDB, Josué Luz, desistiram de protestar e aderiram a Dimas; outro fato importante foi a adesão de 6 partidos no dia 29/06 ( PRB, PRTB, PRP,  PSL,  PSC, PTN e PMN).

Composição da base aliada

A partir dessa sequência de episódios positivos, a candidatura do republicano começava a se concretizar. Mas, somente no dia 29 de junho, durante a Convenção Municipal, Ronaldo Dimas e Elenil foram oficializados com candidatos, com uma coligação formada por 17 partidos (PR, PMDB, PTB, PSL, PPS, PSDB, PMN, PRTB, PSD, PRB, PSDC, PSC, PV, DEM, PTN, PDT e PRP).  E no dia 07 de julho o pedido para registro das duas candidaturas foram protocolados no Cartório Eleitoral de Araguaína. Fato este que parecia estar tudo dentro das conformidades.

O maior tempo na TV

Ronaldo Dimas entraria o mês de Agosto com o pé direito, com a divulgação, no dia 6, do tempo de TV para o Horário Eleitoral, onde ele ficou com o maior tempo, 246 minutos a mais que Valderez. Mas, a composição da chapa de Ronaldo inspirava cuidados, pois parecia já haver mau agouro sobre o caso, e a Justiça começou a incomodar tanto quanto o calcanhar de Aquiles. Isso porque no dia 3 de agosto, o segundo tropeço do republicano já havia acontecido: a juíza da 1ª Zona Eleitoral, Julliane Freire Marques, indeferiu o registro de candidatura da Coligação “Juntos Por Araguaína,” em decorrência do vice Elenil da Penha ter contas rejeitas pelo TCE e as candidaturas serem indissociáveis.

Embates judiciais

Porém, uma vitoria parcial do TRE no dia 23 de Agosto, quando o pleno decidiu manter a candidatura de Elenil da Penha, deu fôlego à campanha da coligação, que explorou muito a temática da ficha limpa, em referência à decisão e também em critica à adversária Valderez Castelo Branco, que teve o registro negado pela Justiça de segunda instância.   No dia 28 de agosto, a candidatura de Ronaldo enfrentou outra decisão Judicial desfavorável, por propaganda irregular, em virtude do uso de camiseta pelos militantes durante uma caminhada e o valor estipulado pela sanção foi de 500,00 reais para cada peça confeccionada ou distribuída.

A Substituição do vice

Durante estes mais de um mês, quando a decisão sobre o registro de candidatura de Elenil foi para o TSE (Tribunal Superior Eleitoral), Ronaldo Dimas continuou fazendo campanha e liderou as 4 pesquisas de intenção de votos que foram divulgadas. Outro fator positivo, que contribuiu muito para a vitória do republicano, foi que, apesar de ser candidato da base governista e ter apoio do atual prefeito, ambos com muita rejeição, Dimas conseguiu desvincular sua imagem desses dois.

De última hora, outra surpresa, a renúncia do vice Elenil da Penha (PMDB), que ainda estava com pendência Judicial e colocava em risco toda a chapa. Faltando apenas 1 hora para encerrar o prazo final para mudança de candidatos, os advogados protocolaram a renúncia de Elenil e o pedido de registro da candidatura do substituto, Fraudineis Fiomare Rosa.

A vitória

Apesar dos grandes desafios enfrentados, Ronaldo Dimas se tornou o prefeito eleito de Araguaína, capital econômica do estado e segundo maior colégio eleitoral do Tocantins. Dimas comemorou a vitória numa carreata pelas ruas de Araguaína na noite do dia 7 de outubro.  O republicano teve mais de 50 mil votos (61% dos válidos) e sua base aliada conseguiu eleger 14 dos 17 vereadores, os adversários apenas 3.  

 

Bueiro desativado provocou interdição da BR 153 entre Colinas e Araguaína

Bueiro desativado provocou interdição da BR 153 entre Colinas e Araguaína

Deputado defende projeto que proíbe apreensão de veículo por atraso no IPVA

Deputado defende projeto que proíbe apreensão de veículo por atraso no IPVA

UFT lança edital para preencher 771 vagas em 46 cursos de graduação

UFT lança edital para preencher 771 vagas em 46 cursos de graduação

Comentários